Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MPT

Acordos garantem alimento até 2020 para instituições

Acordos garantem alimento até 2020 para instituições
15/01/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Acordos e decisões acerca de ações judiciais movidas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) contra empresas que descumpriram as regras trabalhistas garantiram, até 2020, a alimentação de ao menos três mil pessoas amparadas por entidades assistenciais em Mato Grosso do Sul. A reportagem está na edição de hoje (15) do jornal Correio do Estado.

De 2009 até a metade do ano passado, por meio do chamado Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ou de ações produzidas pelo MPT, empresas que incorreram em infrações trabalhistas, como impor jornada excessiva, desprezo à segurança ou à prática de assédio moral contra seus funcionários, tiveram de pagar uma espécie de indenização que atingiu a casa dos R$ 30 milhões.

O recurso, média de meio milhão de reais por mês, contudo, não é quitado em “dinheiro vivo”. Pelo acordo, as empresas compram, por exemplo, equipamentos de informática, viaturas, bens destinados depois ao Corpo Bombeiros e corporações policiais. A reportagem é de Celso Bejarano.

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.