Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Apesar da crise, Operário segue invicto na Série B

Apesar da crise, Operário segue invicto na Série B
06/05/2010 06:55 -


JAKSON PEREIRA

A difícil situação financeira que o Operário atravessa neste começo de temporada não tem afetado o desempenho dos jogadores em campo. Mesmo sem receber salário desde o início da preparação para a Série B do Campeonato Estadual, há aproximadamente três meses, o Galo segue como melhor time da competição e com 100% de aproveitamento.
De acordo com o novo diretor de futebol do clube, Estevão Petrallas, os jogadores estão sabendo separar a parte profissional dos problemas administrativos. “Buscamos de todas as formas dar condições para o time trabalhar tranquilo. O Baianinho (técnico) tem o elenco na mão e tem feito um ótimo trabalho com os jogadores que entendem as dificuldades do clube”, destacou o dirigente.
Na semana passada, alguns jogadores do Operário ameaçaram fazer greve pela falta de pagamentos e de condições mínimas de trabalho, como alimentação e alojamento. “O problema com a alimentação e alojamento foi resolvido através da intervenção de um grupo de seis pessoas, que podemos chamar de ‘Amigos do Galo’, que assumiram este compromisso até o fim da competição”, comentou o assessor de imprensa do Operário, Paulo Mello.

Ingressos
Com o intuito de tentar antecipar a entrada de dinheiro no caixa para quitar parte da dívida com os atletas, o Operário lançou ontem o passaporte  de ingressos para os próximos cinco jogos da equipe na Série B. O valor do pacote é R$ 60, e o torcedor pode optar  por assistir às partidas nas cadeiras ou arquibancadas.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...