Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CASA

Aprenda a escolher a janela ideal para cada ambiente

Aprenda a escolher a janela ideal para cada ambiente
19/06/2012 00:00 - terra


Diante de um contexto geral de construção ou reforma, a janela pode parecer um item de menor importância, mas não é! Além de propiciar ventilação, entrada de luz e contato com o exterior, ela também faz parte do projeto estético da obra. Existem muitos modelos disponíveis no mercado e certamente um será perfeito para sua casa.

As venezianas são mais comuns em dormitórios, já que são de fácil manuseio e possuem ventilação constante através das frestas. Outra opção são as janelas de correr, geralmente de aço ou alumínio, indicadas para quem gosta de boa iluminação, uma vez que a abertura é de até 50% do vão. Este modelo também é ideal para quem não quer contato com mosquitos e insetos, pois é possível colocar telas mosqueteiras ou grades. São resistentes e adaptáveis a vários lugares, como salas, cozinhas e corredores.

Nos lavabos e banheiros, uma opção bastante usual é o vitro, no qual a parte inferior projeta-se para fora, enquanto a parte superior desliza para baixo. Este tipo de janela é muito usado devido a sua mobilidade de abertura e facilidade de limpeza, sendo ideal para áreas úmidas que precisam de arejamento e luz natural. Pode ser encontrado em alumínio, aço ou madeira.

O que observar na hora da compra?

Como existem muitas janelas, o primeiro passo é definir o local em que será instalada. Pense na demanda do ambiente, se precisa de bastante ventilação, luminosidade ou isolamento termoacústico. Depois, parta para a escolha do material: alumínio, aço, madeira, vidro ou cloreto de polivinila (PVC). Também fique atento à qualidade do produto e segurança. Selo do Inmetro ou outra garantia de normas técnicas é uma boa dica para certificar-se da qualidade.

Medidas mais usadas de janelas:

- quartos: 1,20 x 1,20 m.
- banheiros: 0,60 x 0,60 m e 0,60 x 0,80 m.
 

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?