Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Aptidão física barra candidatos

Aptidão física barra candidatos
06/04/2010 20:59 -


Vânya Santos

 

Além do peso de 25 quilos que candidatos do concurso para agentes comunitários de saúde precisam carregar durante teste de aptidão física, prova de corrida é outra dificuldade que afasta o sonho de ter um emprego estável.

Atualmente desempregada, Andrea da Silva, 36 anos, passou na prova teórica do processo de seleção, mas não conseguiu cumprir 1,8 mil metros de corrida, na manhã de ontem. Reprovada por 400 metros, ela contou que treinou durante quase dois meses e foi uma das primeiras colocadas no teste teórico. "É injusto", definiu.

"Poucos da minha turma foram classificados, acho que uns sete terminaram a prova. Os organizadores abusaram do percurso porque o agente vai carregar uma bolsa de cinco quilos e caminhar de casa em casa, não correr", ressaltou Andrea, revelando que pelo menos quatro colegas não conseguiram levantar os 25 quilos e muita gente reprovou na corrida.

Para ela, o circuito de prova deveria ser de acordo com a idade e sexo de cada candidato. "O percurso deveria ter sido menor para as mulheres por conta do tempo de preparação e porque ela tem menos resistência que o homem". Inconformada com a desclassificação, Andrea disse que pretende contestar sua reprovação na Justiça.

"Tinha que reduzir o percurso ou aumentar o tempo para fazer a prova", sugeriu a autônoma Cassandra Correa, 28 anos, que não conseguiu correr 1,8 mil metros em 12 minutos. Ela disse que alguns candidatos reprovaram no levantamento de peso, enquanto outros foram desclassificados na bicicleta, mas a maioria não cumpriu o percurso da corrida. "É difícil porque a mulher tem menos resistência que o homem e o teste é praticamente igual para os dois".

Embora tenha conseguido a classificação, a candidata Carmem Roseli, 34 anos, contou que sentiu "fisgadas" no corpo ao levantar o peso de 25 quilos, além de muita dificuldade de respirar durante o teste. "A corrida é puxada, o percurso é muito longo e o tempo ainda está abafado", reclamou.

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.