Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Arruda pode renunciar para não perder direitos políticos

Arruda pode renunciar para não perder direitos políticos
02/03/2010 06:07 -


O governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), pode renunciar ao cargo para não perder os direitos políticos até antes da abertura da sessão plenária na qual será votado o mérito do impeachment, que deve ocorrer no final de abril. Arruda é acusado em inquérito da Operação Caixa de Pandora, de comandar esquema de corrupção no governo distrital. Está preso na Polícia Federal desde o último dia 11 por obstruir investigações. Hoje, o processo de impeachment de Arruda ainda está na fase de admissibilidade. O pedido de impeachment contra o governador foi avaliado pela Procuradoria da Câmara, depois pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, por fim, pela Comissão Especial, criada para analisar o assunto. Nesta semana, o processo entra na última etapa da primeira fase, quando o plenário deve referendar sua admissibilidade. Hoje, às 10h (DF), será lido parecer do deputado Chico Leite (PT). Na quinta- feira, também às 10h, haverá votação aberta.

Felpuda


Mesmo sabendo que não é fácil conquistar a vitória, alguns políticos em pleno exercício do mandato disputam eleições, querendo trocar o Legislativo pelo Executivo e se dizendo preocupados com as necessidades do município. 

A jogada é antiga: fazem campanha eleitoral antecipada, pois vão tentar a reeleição, e começam a “trabalhar” o nome desde já. É bom lembrar o dito popular: “De boas intenções o inferno está cheio”. Ah, o poder!