Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL/MUNDO

Aulas são suspensas e várias ruas inundadas

Aulas são suspensas e várias ruas inundadas
07/04/2010 23:05 -


A chuva que atingiu o Rio de Janeiro provocou pontos de alagamentos em vários pontos do Rio de Janeiro. Motoristas abandonaram carros pela cidade. O trânsito ficou caótico, avenidas foram interditadas e houve atrasos nos aeroportos. As aulas foram suspensas na rede municipal do Rio, bem como em alguns colégios particulares. O fornecimento de energia elétrica também foi suspenso em diferentes pontos.

Entre os trechos mais afetados, estão a zona norte, na região da Grande Tijuca, e a zona sul. Parte de uma encosta desabou e interditou a Avenida Niemeyer, em São Conrado, na zona sul. Segundo o Corpo de Bombeiros, nenhum carro foi atingido. O tráfego foi interrompido nos dois sentidos. Uma encosta deslizou e provocou a interdição no acesso ao túnel Noel Rosa pela Avenida Marechal Rondon, para quem segue em direção à Vila Isabel.

A Novadutra fechou a pista reversível da Rodovia Presidente Dutra. A prefeitura de Niterói interditou a Avenida do Contorno devido a um grande alagamento no local. A Autopista Fluminense fez um reversão no km 280 da BR-101, em Tanguá (RJ), na pista sentido Campos (RJ). O tráfego de veículos funcionava em meia pista por 1,5 quilômetro de rodovia na tarde de ontem.

As aulas foram suspensas na rede municipal de ensino, no Rio. O prefeito Eduardo Paes solicitou que as instituições particulares adotassem a mesma providência. A Secretaria Estadual de Educação informou que as unidades estaduais da Região Metropolitana também não terão aulas.
Na noite de segunda-feira, o fornecimento de energia foi interrompido em vários pontos do Rio de Janeiro. A Light informou que equipes de atendimento foram mobilizadas, mas, devido aos alagamentos, encontraram dificuldades para chegar aos locais com necessidade de reparos.

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.