Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ABRINDO AS CONTAS

Barcelona: Neymar custou 86,2 mi de euros

Barcelona: Neymar custou 86,2 mi de euros
24/01/2014 16:15 - FOLHA PRESS


Um dia após Sandro Rosell renunciar à presidência do Barcelona em virtude da polêmica envolvendo a contratação de Neymar, a direção do clube abriu hoje as contas da transferência.

O Barcelona afirmou que a diferença entre os 57,1 milhões de euros declarados como valor do negócio e os 95,1 milhões de euros publicados pelo jornal "El Mundo" não significam uma fraude, mas divergências na definição do custo de preferência.

Acompanhado do diretor de futebol Raul Sanllehi, o novo mandatário Josep María Bartomeu, abriu os detalhes do contrato. A conta eleva o custo do negócio, ignorando valores que Neymar ainda irá receber ao longo de cinco anos de contrato, para 86,2 milhões de euros.

"Não mentimos em momento algum. O pai do jogador, Neymar da Silva, autorizou o clube a levantar a confidencialidade do contrato porque considera injusto o que aconteceu. Muitos não perdoaram o seu filho por ter preferido vir para nosso clube do que para outros", afirmou Bartomeu.

Procurado pela reportagem, o pai de Neymar disse que ainda não irá se pronunciar sobre o assunto.

Segundo o Barcelona, os 57,1 milhões de euros apontados como valor da transferência são relativos aos 40 milhões de euros pagos à empresa N&N, controlada pelo pai do jogador, e mais 17,1 milhões de euros desembolsados ao Barcelona pelos direitos federativos do atleta.

Os outros 29,1 milhões de euros incluem um bônus de 10 milhões de euros a Neymar pela assinatura do contrato, 7,9 milhões de euros pagos ao Santos pela compra de prioridade de jovens jogadores do clube, 2,7 milhões de comissão ao agente de Neymar, -no caso, o pai do atleta; 4 milhões de euros de direitos comerciais, 2,5 milhões de euros repassados aos Instituto Neymar Junior e 2 milhões de euros para que a N&N garimpe outros atletas no Santos.

A diferença de 9,1 milhões entre o valor revelado hoje e o publicado pelo "El Mundo" deve-se aos dois amistosos negociados com o Santos, que, segundo o Barcelona, são gratuitos e não devem ser considerados. O time catalão, no entanto, precisaria pagar 4,5 milhões de euros por jogo se descumprisse o acordo -apenas uma partida foi realizada até o momento.

F"Fizemos um grande negócio e parece que temos que pedir perdão. É um prazer poder explicar o que aconteceu. O jogador veio ao Barcelona por uma oferta muito menor do que a dos outros clubes porque queria jogar aqui. Não nos desculparemos por esta contratação", completou o diretor de futebol do Barça, Raul Sanllehi.
 

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.