Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Calor infernal deve ir até domingo

Calor infernal deve ir até domingo
05/02/2010 01:23 - BRUNO GRUBERTT


A temperatura considerada “infernal” em Mato Grosso do Sul deve chegar hoje aos 39 graus, segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Amanhã e domingo, a máxima no Estado pode atingir os 40 graus. Ontem à tarde o município de Itaquiraí, que anteontem registrou a maior temperatura do País, continuou no topo do ranking, de acordo com o Inmet. Enquanto na quarta-feira os termômetros naquela cidade marcaram até 43,7 graus, ontem, a temperatura chegou aos 44,5 graus, por volta das 14 horas, quando a sensação térmica ficou em torno dos 49 graus. “A temperatura está forte aqui. Ontem deu 44 graus e hoje deve ter passado disso”, afirmou o empresário Genário Laurindo, de 65 anos, morador de Itaquiraí. Em Campo Grande, onde o calor também foi intenso, a sensação térmica chegou aos 37 graus, enquanto a temperatura era de 33. O meteorologista Natálio Abraão Filho explicou que o calor intenso ocorre por conta da formação de uma zona de alta pressão no Sul do país, que impede a chegada de frentes frias vindas do oceano. Isso, aliado à alta incidência de raios ultravioleta, acaba causando sensação térmica superior à temperatura real. Ontem à tarde, em Porto Murtinho, a temperatura chegou aos 39 graus, enquanto em Campo Grande o ápice foi de 36, e em Corumbá, 37. Previsão O Instituto Nacional de Meteorologia prevê chuvas para este final de semana em todo o Estado. As precipitações devem ser isoladas e atingir principalmente o Sul, Leste e Noroeste de Mato Grosso do Sul. Natálio Filho afirmou que pode ocorrer chuva porque existe possibilidade de uma frente fria, vinda do Sul do País, conseguir avançar a zona de alta pressão, provocando impactos no Estado. Em Campo Grande, a temperatura máxima deve chegar aos 36 graus. O alerta maior é para o domingo, quando, segundo o Inmet, deve chover forte em algumas áreas da Capital.

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!