Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Cenários para álbum de fotos são outros

Cenários para álbum de fotos são outros
05/08/2010 07:45 -


O álbum de casamento é um elemento importante para qualquer casal. Durante muito tempo seguiu roteiro previsível: noivos na igreja, cortando o bolo, convidados e até a preparação da noiva. Agora, futuros casais querem outro tipo de abordagem. “O fotógrafo tem que trabalhar de outra maneira, fotos, menos fotos posadas, mais flagrantes do evento, como se fossem jornalísticos, para publicação em revista”,  aponta o fotógrafo Wagner Takamori, há um ano no mercado campo-grandense e com experiência em outros países.
Segundo o profissional, aos poucos tendências internacionais começam a ser adotadas pelos noivos no Brasil, com relação à fotografia. Uma delas é aquela que leva o futuro casal para lugares inusitados, registrando poses dignas de ensaios de revistas de moda.
No exterior, o termo designado para esse tipo de produção chama-se “trash the dress”, numa tradução livre, algo como “vestido  no lixo” ou “vestido sujo”. “A ideia é tirar os noivos com a roupa de cerimônia do lugar tradicional”, destaca Wagner. O casal Ednilson Barreto  Teixeira, 29 anos,e Rebecca Meleschco Arguelho Teixeira, 20 anos, optou pelo registro inusitado e gostou muito do resultado.
“Tinha visto esse tipo de fotografia em sites de casamento e gostei da ideia. Quando procuramos o Wagner, nos sugeriu fazer as fotografias em um  ferro velho. No começo, ficamos meio ‘assim’, mas logo gostamos. As fotos ficaram muito legais. O pessoal tem elogiado muito”, aponta Rebecca.
O fotógrafo diz que no exterior as sessões são feitas antes do casamento. “Por aqui é diferente. Com essa tradição do noivo não ver a noiva antes do casamento, fazemos as fotos depois da cerimônia que oficializa a união”.  (OR)

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...