Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Chuva de 48 milímetros causa transtornos e alagamentos em bairros

Chuva de 48 milímetros causa transtornos e alagamentos em bairros
16/03/2010 08:13 -


A chuva que atingiu Campo Grande durante maior parte do dia de ontem provocou alagamentos no período da manhã em alguns bairros. As enxurradas invadiram uma residência localizada na Rua Marajó, Bairro Moreninhas, e prejudicaram o fluxo de veículos na Rua José Nogueira Vieira, no Bairro Tiradentes, em frente ao Asilo São João Bosco. O nível do Córrego Prosa subiu e por pouco não transbordou. O Bairro Maria Aparecida Pedrossian também voltou a sofrer com as chuvas. Há três semanas equipes da Prefeitura de Campo Grande estavam limpando as ruas da região, que novamente foram tomadas pela sujeira arrastada pela a enxurrada. De acordo com o responsável pela estação meteorológica Uniderp/Anhanguera, Natálio Abraão, foram registrados cerca de 48 milímetros de chuva na Capital. Ainda segundo ele, Campo Grande registrou queda na temperatura, já que no domingo a máxima foi de 33º, enquanto ontem foi de 27º. Já a mínima no domingo ficou em 23º e ontem em 20°. Conforme os bombeiros, equipe foi acionada por volta das 10h para atender a um alagamento na Rua Marajó. A enxurrada invadiu o imóvel e precisou ser retirada com auxílio de uma motobomba, mas apesar da ocorrência a família não teve prejuízos materiais. Cerca de duas horas depois do primeiro episódio, bombeiros tiveram que fazer o esgotamento da água acumulada na Rua José Nogueira Vieira, em frente ao Asilo São João Bosco. Segundo a assistente social do local, Magali Lins, os socorristas foram acionados para evitar que a água invadisse o asilo. Já a Defesa Civil municipal informou que não atendeu a ocorrência relacionada à chuva. Instabilidade Mato Grosso do Sul deve registrar temperaturas amenas e o tempo continuará instável pelo menos até amanhã. Frente fria que invadiu o Estado deixa o céu com nebulosidade hoje e podem ocorrer pancadas de chuva em todas as regiões, segundo a meteorologista do Centro Estadual de Monitoramento do Tempo, Clima e Recursos Hídricos da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural, Cátia Braga. Conforme previsão, em Campo Grande deve chover à tarde e a temperatura oscila entre 20º e 25º. Em Ribas do Rio Pardo, os termômetros devem registrar mínima de 18º e máxima de 28º, enquanto em Corumbá a prevista fica entre 25º e 34º. Já em Juti e Sete Quedas, a temperatura deve variar entre 20º e 28º. Nesta quarta-feira, a chuva permanece em Mato Grosso do Sul devido à forte instabilidade e há previsão de temporal nos municípios localizados na região do bolsão. Os termômetros podem registrar temperatura entre 23º e 27º na Capital, 25º e 28º em Coxim, 23º e 26º em Aquidauana e 25º e 30º em Três Lagoas. Frente fria A partir de hoje uma massa de ar polar de intensidade moderada avança sobre a região Sul do Brasil e causa queda brusca na temperatura em alguns estados, dentre eles Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, de acordo com o Instituto de Meteorologia Climatempo. A tendência é de que ocorra queda gradual na temperatura até o próximo final de semana, quando termina o verão.

Felpuda


Sem conseguir controlar a verborragia, figurinha estreante no mundo político-partidário, e que se acha “o último biscoito do pacote”, acabou batendo de frente com titãs da política. Primeiro perdeu os anéis e, agora, os dedos correm sérios riscos. Anda “ameaçando” deixar o lugar onde se encontra, só que por lá vem ouvindo frases como “se é por falta de adeus...”, “os incomodados que se mudem” e “não fará nenhuma falta”.

Como se vê...