Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DO SUL

Consumo de gás natural aumentou 82,7% no ano

Consumo de gás natural aumentou 82,7% no ano
05/03/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Os setores térmico e industrial de Mato Grosso do Sul impulsionaram o aumento do consumo de gás natural fornecido pela MSGás no ano passado, conforme reportagem na edição desta sexta-feira (05) do jornal Correio do Estado. De acordo com relatório da companhia, o crescimento foi de 82,71%, variação que resulta, sobretudo, da retomada do fornecimento à usina William Arjona, em Campo Grande, à elevação da distribuição para a Usina Termelétrica Luís Carlos Prestes (UTE LCP) e à maior compra por indústrias de Três Lagoas.

O maior consumo de energia no País, agravado pela redução da oferta em razão dos baixos níveis dos reservatórios das hidrelétricas, exigiu maior produção da UTE LCP, em Três Lagoas, segundo a reportagem de Osvaldo Júnior.

O diretor-presidente da MSGás, Lúcio Murilo Barros, estima que o consumo médio de gás pela usina tenha subido de 1 milhão para 1,5 milhão de m³ por dia de 2012 para 2013. A alta, de 50%, só não foi maior porque a unidade se tornou mais eficiente (produção elevada com menos consumo de gás) com mudanças realizadas pela Petrobras no segundo semestre de 2012. Além disso, em setembro de 2013, a UTE passou a operar com três de suas quatro turbinas.  

Felpuda


Pelo andar da carruagem, aqueles que se acham “proprietários” de certo partido não estão conseguindo encontrar alguém que possa encarar o desafio de ser cabeça de chapa e enfrentar adversários na disputa para prefeito. Até mesmo solução interna está difícil, porque   “lo mismo” mostra-se relutante em colocar a chuteira e participar do jogo. Tudo indica que a paciência do eleitor já se esgotou com a legenda, pelo que já foi demonstrado pelas urnas. E sai de baixo!