Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Corpo encontrado na fronteira é identificado

Corpo encontrado na fronteira é identificado
01/07/2010 06:30 -


EDILSON JOSÉ ALVES, PONTA PORÃ

O corpo encontrado na madrugada de segunda-feira passada, em uma estrada vicinal de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, foi identificado como sendo do servidor público de Ponta Porã, José Britez, 37 anos. A vítima teria sido sequestrada na noite de sábado, no lado brasileiro da fronteira. O corpo foi reconhecido por familiares.

A localização de cadáveres abandonados e sem identificação tornou-se constante na cidade de Pedro Juan Calallero, em sua maioria vítimas da violência entre grupos rivais. Levantamentos indicam que em 2007 foram encontradas 27 vítimas de execuções, 36 em 2008; 35 em 2009; e neste ano, em apenas seis meses, já são 15 corpos.

O corpo do servidor público José Britez foi localizado na região conhecida como Porteira Ortiz na zona rural de Pedro Juan Caballero. Antes de ser executado com tiros de pistola na cabeça o brasileiro teria sido torturado. Ele pode ter sido vítima de crime de latrocínio, já que uma motocicleta de sua propriedade não foi localizada pelos policiais paraguaios.

Mas os investigadores não descartam a hipótese de o servidor público que trabalhava como borracheiro na Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura ter sido morto por vingança, já que apresentava sinais de tortura.
Mas, como Britez era tranquilo e cultivava muitas amizades na região os familiares praticamente descartaram o crime de vingança.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...