Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COPA 2014

Dilma fala em investimento de R$ 33 bi

Dilma fala em investimento de R$ 33 bi
15/03/2011 18:09 - Uol


Cerca de R$ 33 bilhões. Esse é o valor que o Brasil gastará em investimentos de infraestrutura para organizar a Copa do Mundo de 2014, segundo projeção feita pela presidente Dilma Rousseff. Nesta terça-feira, ela reforçou o otimismo com o evento e defendeu que o país terá como retorno mais renda, empregos e investimentos.

“A Copa não é apenas gastos. Ela contribui para nosso projeto de desenvolvimento, pois gera empregos e aumenta a renda do trabalhador”, disse Dilma. “Organizar a Copa não é uma tarefa fácil, mas não tenho a menor dúvida que o Brasil terá êxito nesse projeto.”

De acordo com os números expostos pela presidente, as obras de infraestrutura irão custar R$ 33 bilhões, incluindo reformas e construções de aeroportos e portos, além de melhorias em transporte urbano, segurança e saúde.

Dilma ainda projetou a criação de 330 mil empregos diretos e 400 mil temporários. Sobre o turismo, sua expectativa é que 600 mil turistas passem pelo país motivados pela realização da Copa de 2014.

“Os investimentos não beneficiarão apenas o evento. O legado da Copa estará presente no cotidiano de todos os brasileiros”, prometeu a presidente brasileira, que usou a África do Sul como exemplo para argumentar que o Brasil conseguirá cumprir todos os prazos.

“Lembro que durante a Copa das Confederações de 2009, na África do Sul, todos diziam que o país não realizaria as obras necessárias a tempo, mas o Mundial lá [em 2010] foi considerado um sucesso”, completou Dilma.

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.