Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2010

Dourados só não terá candidato a governador

Dourados só não terá candidato a governador
29/06/2010 06:37 -


Fábio Dorta, de Dourados

Segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul com mais de 130 mil eleitores, Dourados terá candidatos em todos os níveis nas eleições deste ano. Faltando apenas as definições dos suplentes na chapa do senador Delcídio do Amaral (PT), políticos douradenses já garantiram participações nas chapas majoritárias do governador André Puccinelli (PMDB) e do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT).

Na chapa de Orcírio a candidata a vice-governadora será a advogada Tatiana Ujacow (PV). Tatiana reside há cerca de quatros anos em Campo Grande, mas nasceu e passou a maior parte da vida em Dourados, atuando como advogada, professora universitária e escritora.
Na chapa de Puccinelli são duas candidaturas majoritárias, ambas do Democratas. O vice-governador Murilo Zauith vai disputar o Senado, enquanto o vereador e presidente do diretório municipal do DEM, Gino Ferreira, será segundo suplente na chapa de senador do deputado federal Waldemir Moka (PMDB).

Para a Câmara dos Deputados estão confirmadas as candidaturas à reeleição de Geraldo Resende e Marçal Filho, ambos do PMDB, e dos petistas João Grandão e Elias Yishi, além do vereador Humberto Teixeira Júnior (PDT).

O ex-prefeito Laerte Tetila (PT) e o vereador Dirceu Longhi (PT) tentarão vaga na Assembleia Legislativa, assim como o deputado estadual Zé Teixeira (DEM), os vereadores Sidlei Alves (DEM) e Marcelo Barros (DEM), o ex-vice-governador George Takimoto (PSC), o empresário Rubens Triaca (PV) e o vereador Aurélio Bonatto (PDT).

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...