Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Dupla detida por roubo a vigia

Dupla detida por roubo a vigia
29/01/2010 07:47 -


Airton José Ramos de Morais, 49 anos, e Davi Vicente da Silva, 30 anos, estão presos por terem assaltado e tentado matar o vigia Cícero Daniel de Lima, na noite de 31 de dezembro do ano passado, em Campo Grande. A tentativa de latrocínio aconteceu na empresa Engesul, situada na Vila Carvalho, foram presos pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf), na Vila Nasser, onde mora, após a vítima identificar um deles. De acordo com a Derf, os dois confessaram a autoria. O crime Cícero estava trabalhando quando Airton e Davi chegaram. Como o vigia era amigo de Airton, conversou normalmente com ele e com Davi, que se apresentou como Edemir. Os três ingeriram bebidas alcoólicas. Em um determinado momento, os criminosos dominaram o trabalhador, amarram as mãos e os pés dele, depois arrastaram-no até o banheiro da empresa. No local, desferiram duas facadas em Cícero, roubaram os cartões bancários dele e conseguiram fazer com que ele lhes fornecesse as senhas. A dupla fugiu deixando a vítima sangrando e amarrada pelo pescoço na válvula de registro. “Não imaginei que pudessem fazer isso. Conheço o Airton há 20 anos e já tinha combinado de ele ir lá”, relata o vigia, decepcionado. Após algum tempo, Cícero conseguiu desamarrar- se e pedir socorro na vizinhança. Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e levado para a Santa Casa, onde ficou quatro dias internado. O vigia teve o pulmão perfurado. “Pensei que ia morrer, mas Deus salvou minha vida”, diz a vítima, aliviada. Os bandidos conseguiram sacar R$ 1,7 mil das contas de Cícero e depois jogaram os cartões em um terreno baldio. Airton mostrou o local para os policiais. Uma das retiradas de dinheiro aconteceu no município de Aquidauana. A vítima conta que o dinheiro roubado seria utilizado no término da construção de uma residência. “Eu também construo casas para vender e com esse dinheiro eu ia terminar a da Vila Nasser. Agora, estou sem e posso perder meu emprego”, declara. Sobre os autores, Cícero pede: “Quero justiça. Eles tentaram acabar com minha vida”. Nenhum dos autores tem antecedentes criminais, esta foi a primeira vez que se envolveram em crimes. (NC)

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!