Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FUNCIONAMENTO

Fecomércio e Famasul apoiam ampliação do horário da Jucems

Fecomércio e Famasul apoiam ampliação do horário da Jucems
02/03/2011 14:20 - da redação


A reivindicação da Fiems para que a Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul) passe a funcionar em horário comercial, das 8 às 11 horas e das 13 às 18 horas, ganhou o apoio da Famasul e Fecomércio, que consideram problemático o fato de a repartição abrir somente das 7h30 às 13h15. Na segunda-feira passada (28/02), o presidente da Fiems, Sérgio Longen reforçou a reivindicação durante a primeira reunião do ano da Jucems realizada no auditório do 6º andar do Edifício Casa da Indústria.

Para o presidente da Famasul, Eduardo Riedel, a reivindicação da Fiems tem o apoio integral do setor agropecuário, pois o fato de a Jucems operar apenas no período da manhã acaba por restringir a plena utilização dos serviços da repartição estadual. “É importante que a Junta Comercial funcione em período integral, não só para o empresário, mas também para a sociedade em geral. Tudo que possa contribuir para o desenvolvimento do Estado tem de ser efetivado”, destacou.

O presidente da Fecomércio, Edison de Araújo, pontua que, quanto mais tempo a Jucems permanecer com as portas abertas, melhor será para o empresário em geral. “Na minha opinião, assim como na opinião da maioria dos empresários do Estado, todos os órgãos públicos deveriam funcionar em horário comercial, facilitando a vida de todos”, analisou, acrescentando que o setor produtivo pretende levar a reivindicação até o governador André Puccinelli.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!