Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FELPUDA

Felpuda

Felpuda
29/08/2015 00:00 - Fausto Brites


Integrantes do famoso grupo de caxeta, bem como aqueles que costumavam saborear cafezinhos, fracos ou mais fortes, pisaram na lama asfáltica, deixaram pegadas, acabaram escorregando e caindo nos braços do Gaeco, conforme a população tomou conhecimento nos últimos dias. O desespero, segundo consta, bateu na turminha diante do quadro que está sendo pintado e que pode levar à expressão usada antigamente: “ver o sol nascer quadrado”.
Fausto Brites

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!