Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2010

Fifa proíbe repetições de lances polêmicos em telões

Fifa proíbe repetições de lances polêmicos em telões
29/06/2010 07:13 -


JohanNesburgo, África do Sul

Os erros que beneficiaram Argentina e Alemanha deixaram a arbitragem da Copa do Mundo em situação constrangedora no último domingo. Para tentar aliviar um pouco a pressão sobre os apitadores, a Fifa determinou ontem o fim das repetições de jogadas polêmicas nos telões instalados nos estádios da África do Sul, situação que, na verdade, nunca foi permitida pela entidade máxima do futebol.

Além disso, o porta-voz  da Fifa, Nicolas Maingot, informou que não serão feitas análises sobre o desempenho dos árbitros durante a Copa do Mundo. “Neste momento, não vamos comentar nada sobre arbitragem”, confirmou.

O primeiro lance polêmico do domingo envolveu o uruguaio Jorge Larrionda. No jogo contra a Alemanha, a finalização do inglês Lampard tocou no travessão e pingou 33 centímetros dentro do gol. O árbitro sul-americano mandou seguir. O placar continuou 2 a 1 em favor dos alemães.

A Argentina, por sua vez, recebeu uma “mãozinha” do italiano Roberto Rosetti. O primeiro gol dos comandados de Diego Armando Maradona foi marcado em claro impedimento por Tevez. Naquele momento, o México equilibrava as ações e trazia problemas aos hermanos.
Logo após os erros deste domingo, o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, esclareceu que a discussão sobre a ajuda tecnológica aos árbitros segue descartada, apesar dos claros equívocos em uma etapa decisiva do Mundial da África do Sul.

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!