Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

APÓS CRÍTICAS

Google diz que pagou <br>R$ 733 mi em tributos

Google diz que pagou <br>R$ 733 mi em tributos
08/03/2014 00:00 - FOLHAPRESS


Em carta enviada do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o Google Brasil disse que pagou R$ 733 milhões em tributos para as autoridades brasileiras no ano passado.
Assinada pelo diretor geral da companhia no país, Fabio Coelho, o comunicado foi enviado em 25 de fevereiro, mesma data em que Bernardo defendeu a investigação do modelo tributário de gigantes da tecnologia. "Eles tratam os países como paraísos fiscais", disse Bernardo em Barcelona, onde participava do Mobile World Congress.

Por determinação da presidente Dilma Rousseff, a Receita Federal está notificando empresas que atuam no Brasil para que expliquem como recolhem impostos sobre seu faturamento.

Vendas

No evento, o ministro questionou também as vendas feitas por meio dessas empresas.
Ele usou o Google como exemplo. "Quando você busca um serviço em google.com.br, é redirecionado e não está mais se relacionando com uma empresa que tem CNPJ no Brasil."
Na carta, Coelho afirmou que "as operações de venda realizadas pelo Google Brasil são faturadas localmente, com informação disponível para a Receita Federal".

Além disso, disse que todos os dados relativos ao recolhimento de tributos são registrados junto às autoridades competentes, "nas esferas federal, estadual e municipal".
O diretor geral do Google Brasil lembrou no texto que, em 2012, "frente a questionamento similar", a empresa também abriu seu sigilo fiscal, informando que o valor dos tributos arrecadados foi de R$ 540 milhões.
 

Felpuda


Na troca de alfinetadas entre partidos que não se entenderam até agora sobre eventual aliança, uma outra peça está surgindo: trata-se do levantamento completo sobre investimentos feitos, recursos liberados, parcerias em todas as áreas, além do prazo de quando tudo isso começou. Caso os palanques venham a ficar distanciados, a divulgação será feita à exaustão durante a campanha eleitoral, para mostrar quem é quem na história. Os bombeiros continuam atuando.