Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Governo federal reduz para 5% o imposto sobre móveis

Governo federal reduz para 5% o imposto sobre móveis
27/03/2010 04:35 -


O ministério da Fazenda informou ontem que o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para móveis será de 5% a partir de 1º abril. Até o dia 31 de março, os produtos são isentos do imposto. Antes do período de desoneração, a alíquota era de 10%. Ainda de acordo com a programação, a desoneração sobre painéis de madeira acaba no dia 31 de março. Depois desse período, a alíquota será de 5% e vale para madeira maciça, aglomerados de madeira e placas laminadas. Antes da desoneração a alíquota de IPI sobre os produtos era de 10%. O decreto com a especificação do IPI por código será publicado até o dia 31 de março, segundo informou o ministério. A desoneração de móveis de madeira foi uma das ações do governo para estimular o consumo interno, como forma de combater os efeitos da crise econômica. Março também é o último mês com redução de IPI para carros a álcool ou flex. Aqueles de mil cilindradas terão a alíquota mantida em 3% até o dia 31 e depois voltam ao percentual de 7%. Já os de até 2.000 cilindradas passarão de 7,5% para 11%. O governo concedeu estímulos fiscais ainda para a linha branca que, terminou no final de janeiro. Para caminhões, a isenção do tributo permanece até junho, quando a alíquota retorna a 5%. Garantia Apesar do benefício do IPI (Imposto sobe Produtos Industrializados) reduzido a zero sobre os móveis terminar no próximo dia 31 de março, algumas das principais varejistas do país estão garantindo preços menores para além deste período. O Grupo Pão de Açúcar, que abriga as lojas Ponto Frio e Extra, também garante os descontos até o final dos estoques. “Com isso, o consumidor terá mais tempo para mobiliar a casa pagando pouco e com facilidades adicionais de pagamento. Desde novembro (início da medida), as lojas do Grupo oferecem mais de 600 itens com desconto de 25% a até 50%, nas compras efetuadas com o cartão da rede”, disse, por meio de nota, o Grupo Pão de Açúcar.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...