Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Grupos organizam “corridas” há anos e exibem irresponsabilidade na internet

Grupos organizam “corridas” há anos e exibem irresponsabilidade na internet
31/07/2010 16:44 -


MILENA CRESTANI

Os rachas promovidos na Avenida Afonso Pena já acontecem há pelo menos dois anos, conforme comprovam registros de vídeos e comunidades no site de relacionamentos Orkut. As corridas são chamadas de “quinta-verde”. Os policiais militares da Companhia Independente de Polícia de Trânsito (Ciptran) informaram que os participantes haviam parado de promover as disputas no local, mas neste ano retomaram a prática ilegal.
Os policiais militares monitoraram a via durante dois meses até o flagrante dos dois jovens praticando racha na madrugada de ontem. Em outra ocasião, eles chegaram a presenciar a movimentação na avenida, nas proximidades de onde funcionava a Cidade da Copa. Os participantes teriam notado a presença dos policiais e suspenderam a corrida.  
“Conseguimos o flagrante depois de um trabalho de inteligência, com monitoramento nos locais”, afirmou o comandante Alírio Vilassanti. Ele afirmou que as denúncias feitas por moradores são essenciais para coibir a prática. “Essas corridas ilegais são um risco para os próprios condutores e também para outros motoristas, pois podem provocar acidentes”, completou o major.
Pelo monitoramento, ainda não foi possível identificar como os jovens se organizam para praticar os rachas. “Pelo que percebemos, eles fazem parte de um mesmo grupo de amigos que se reúnem no local”. Ainda em vídeos postados no YouTube consta também que algumas pessoas usam estacionamento e parte da pista da Afonso Pena para fazer manobras arriscadas de motocicleta, o que foi apelidado de “quarta-verde”.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...