Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COPA DO MUNDO 2010

Holanda supera zebra e garante vaga

Holanda supera zebra e garante vaga
29/06/2010 07:00 -


Durban, África do Sul

Brilhante e pouco efetiva em vários momentos da partida, a Holanda carrega a competência como a grande virtude na versão 2010. Ontem, a Laranja Mecânica derrubou a Eslováquia, uma das zebras da Copa do Mundo, ao impor o placar de 2 a 1. Fria e calculista, a vice-campeã de 1974 e 1978 demonstrou sabedoria ao marcar os gols na hora certa e administrar o ímpeto do adversário.
Aos holandeses, a principal notícia para a sequência do Mundial é a evolução do astro Robben, titular pela primeira vez no Mundial depois de uma preocupante lesão. Ele atuou por 71 minutos e fez um gol. Ainda assim, mostrou algumas limitações físicas.

O jogo
A Eslováquia iniciou a partida disposta a pregar outra surpresa no Mundial, como havia feito na primeira fase contra Itália. A bomba de Jendrisek, aos dois minutos, assustou o goleiro Stekelenburg e criou uma falsa expectativa. Posteriormente, a Holanda percebeu que a velocidade de seu ataque seria fatal para o adversário e logo tomou o controle das ações.
Dominada, a Eslováquia não teve como escapar do gol. Aos 18 minutos, a jogada começou com um lindo lançamento de Sneijder. Robben recebeu a bola, cortou para o meio e encontrou um espaço no meio de três adversários para finalizar no canto direito de Mucha.
No intervalo, a Holanda parece ter recebido uma bronca do técnico Bert Van Marwijk e voltou a imprimir o ritmo dos minutos iniciais. O goleiro Mucha, da Eslováquia, foi o grande personagem do início do segundo tempo. Ele salvou com a ponta de dedo o chute de Robben e levou uma bolada no rosto ao parar o arremate de Mathijsen dentro da área.
Mas a Holanda voltou a tirar o pé do acelerador e quase recebeu um castigo. A Eslováquia acordou de seu marasmo a partir dos 20 minutos e criou duas grandes oportunidades. O goleiro Stekelenburg demonstrou competência principalmente na bomba de Vittek na cara do gol.
Aos 37 minutos, a Holanda encerrou as esperanças dos rivais. Kuyt recebeu lançamento na área, tirou Mucha da jogada e rolou para a conclusão de Sneijder sem goleiro. Nos acréscimos, a Eslováquia ganhou como prêmio o gol de honra, através do artilheiro Vittek, de pênalti.
A equipe holandesa agora retoma os treinamentos à espera do confronto com o Brasil, na próxima sexta-feira.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...