Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Liga Pró-Basquetebol ganha força e mantém equipes em atividade

Liga Pró-Basquetebol ganha força e mantém equipes em atividade
22/02/2010 03:47 -


A Liga Pró-Basquetebol de Mato Grosso do Sul foi criada em 2007 com o objetivo de motivar e buscar atletas para a disputa da modalidade. Para isso, a entidade buscou parceiros e associados para participar e promover as competições. “No início, poucas pessoas acreditavam no projeto. Porém, com o tempo, conseguimos crescer e realizar competições fortes e a cada ano aumentamos mais nossos filiados”, comentou o presidente da Liga, Vagner Silva de Almeida. Na temporada passada, a Liga Pró-Basquetebol contou com 39 clubes filiados em todo o Estado aptos para a disputa das competições. “É um número significativo e demonstra que o trabalho está sendo feito com transparência”, salientou o dirigente. A Liga funciona com o pagamento de anuidade que é definida na assembleia anual. Segundo o presidente, as despesas das competições são divididas entre todos os associados. “É uma forma de manter a Liga e as competições. Apresentamos todas as planilhas de gastos e ninguém reclama da divisão. Tem dado certo e continuaremos trabalhando da mesma forma”, disse Vagner. Para este ano, a Liga Pró-Basquetebol divulgou calendário com competições durante todo o ano. Das categorias de base até a adulta, com eventos em Campo Grande e no interior. Além das competições, haverá festivais de basquete para crianças e cursos para formação de árbitros. “Todo o calendário é discutido com os associados. Todos apresentam propostas e após a assembleia definimos as competições e os eventos da temporada”, finalizou o presidente. (JP)

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!