Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Lula deve ficar seis horas em Ponta Porã

Lula deve ficar seis horas em Ponta Porã
01/05/2010 05:33 -


EDILSON JOSÉ ALVEs, de PONTA PORÃ

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deverá permanecer por seis horas em Ponta Porã na próxima segunda-feira. Ele vai desembarcar no Aeroporto Internacional de Ponta Porã às 9h e ficará no município, situado na divisa com Pedro Juan Caballero, até por volta das 15h, quando retorna a Brasília.
Conforme o secretário municipal de Integração e Turismo, Marcelino Nunes de Oliveira, os presidentes Lula e Fernando Lugo, do Paraguai, vão inaugurar um monumento alusivo à visita dos dois chefes de Estado na linha internacional, nas imediações da Rua Deputado Aral Moreira.

Da linha divisória, os presidentes seguem até o 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado Marechal Dutra para tratar de assunto relacionado à hidrelétrica binacional de Itaipu. O Paraguai vende o excedente da energia ao Brasil, mas diz que só faz isso por força de um acordo firmado na época da construção. Agora, os paraguaios querem aumentar o valor recebido de US$ 120 milhões para US$ 360 milhões.

Às 11h30min, os dois presidentes devem chegar ao Centro de Convenções, que será inaugurado em Ponta Porã. No local, eles concedem entrevista coletiva, às 13h30min, almoçam com autoridades dos dois países e, às 15h, está previsto o encerramento da visita.

O prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), disse que a visita de Lula e Lugo ao seu município é um fato histórico e altamente positivo. Ele disse que vai aproveitar o contato com os dois presidentes para reivindicar recursos financeiros para solucionar questões sociais, que afligem brasileiros e paraguaios na linha de fronteira.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...