Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORINTHIANS

Menos de um mês, William pede demissão

Menos de um mês, William pede demissão
02/03/2011 15:35 - r7


A passagem de William como dirigente do Corinthians foi relâmpago. Aposentado no final do ano, o ex-zagueiro assumiu o cargo de gerente de futebol no dia 6 de fevereiro e nesta quarta-feira (2) se demitiu. 

Pelo Twitter, o ex-atleta disse que sua saída foi motivada por “incompatibilidade de pensamento” com outros diretores do clube. 

- Infelizmente saí do Timão. Incompatibilidade de pensamentos e da forma de trabalhar me fizeram optar por seguir minha vida fora. 

William, que jogou pelo Corinthians entre 2008 e 2010, pendurou as chuteiras no final do ano passado. Antes de ser convidado para trabalhar no clube, o ex-jogador disse que passaria um tempo fora do Brasil estudando e que trabalharia em sua empresa de seguros. Agora, disse que vai retomar os planos. 

- Fiquei feliz pela oportunidade e agradeço tudo. Estou retomando os planos de viagem para estudar inglês. 

Segundo o jornal Lance, o motivo da demissão foi a negociação do volante William Magrão, do Grêmio. O ex-diretor de futebol do Corinthians era quem estava encabeçando a transação e já havia acertado os detalhes, mas o clube do Parque São Jorge voltou atrás no negócio, o que teria desagradado o ex-zagueiro.

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!