Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Mesmo com gols, Obina é criticado por Luxemburgo

Mesmo com gols, Obina é criticado por Luxemburgo
02/03/2010 06:48 -


Obina fez três dos cinco gols do Atlético-MG na vitória sobre o Uberlândia, por 5 a 2, no último domingo, no Parque do Sabiá. Quatro dias antes, contra o Juventus, do Acre, pela Copa do Brasil, o atacante já havia marcado cinco vezes. E, mesmo com oito gols em menos de uma semana, o artilheiro baiano fechou a rodada criticado por Vanderlei Luxemburgo, o técnico do Atlético-MG. O vilão? Um cartão amarelo, muito bem aplicado, segundo o treinador. “O Obina tem que entender que não tem que ficar só provocando choque, porque aí toma cartão e fica exposto a um segundo. Ele não deu cartão errado”, afirmou o treinador, referindo-se ao árbitro Cleisson Veloso Pereira. Para Luxa, quem merece ser criticado pela advertência é o atacante, não o árbitro. “Da mesma forma que o meio-campo e zagueiro fazem falta repetidas e cobramos amarelo, o Obina não pode fazer falta repetida”, observou Luxemburgo. Ele admit iu que a advertência aos atacantes por muitas faltas não é prática comum, mas considera que o amarelo recebido pelo artilheiro atleticano foi “merecido”. “Até na hora do jogo achei que ele estava equivocado, mas analisando com calma vi que foi merecido”, salientou.

Felpuda


Casal de políticos muito conhecido a-do-ra cargos públicos, e, assim, “um puxa o outro” na maratona política, que inclui disputa de mandatos, direção de órgãos e até mesmo nomeações com prerrogativa de não ter de bater ponto. A nova empreitada agora é conquistar uma das prefeituras do interior. Em caso de derrota, é quase certo que os nomes de ambos deverão aparecer no Diário Oficial antes mesmo do fim deste ano.