Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

MinC abre concurso para obras radiofônicas

MinC abre concurso para obras radiofônicas
17/03/2010 00:29 -


Uma novidade para quem curte rádio e deseja utilizar esse veículo para divulgação cultural. Até 28 de abril, estão abertas as inscrições para o Concurso de Apoio à Produção de Obras Radiofônicas Inéditas, nos gêneros Radiodocumentário ou Radioconto, sobre o tema “Diversidade cultural”. Primeira ação do Programa Rádio Brasil, o edital “Nossa onda” contemplará 52 projetos radiofônicos, com duração de 15 minutos cada. O Programa de Estímulo ao Rádio Brasileiro, Rádio Brasil, que foi criado em dezembro 2009, visa contribuir para o desenvolvimento das emissoras públicas, educativas, culturais, comunitárias, universitárias e legislativas de radiodifusão sonora e de rádio em plataformas digitais. A iniciativa é inédita no País. As ações serão implementadas, em conjunto, pelas Secretarias do Audiovisual (SAv/MinC), de Articulação Institucional (SAI/ MinC) e de Políticas Culturais (SPC/MinC). Podem se inscrever no concurso pessoas físicas que se apresentem como diretor ou como diretor e roteirista. Os selecionados receberão R$ 10 mil, cada um, para produzir em até 60 dias os trabalhos, e participarão, ainda, de uma oficina de desenvolvimento de projeto, com duração de cinco dias. A transmissão dos programas se dará por meio de uma ampla rede de emissoras comunitárias de todo o País. Lançado pelo Ministério da Cultura, o edital “Nossa onda” é realizado em parceria com a Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço) e a Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC). Com a implantação do Programa Rádio Brasil, o MinC quer fomentar a criação e a difusão de conteúdo radiofônico, com ênfase na produção independente. Para isso, pretende capacitar radialistas profissionais e demais realizadores ligados ao rádio brasileiro, além de investir na recuperação e preservação da memória do rádio nacional. Informações: www.culturadigital. br/nossaonda, nossaonda@cinemateca.org.br e (11) 3512-6111, ramal 237.

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!