Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PAUTA POLÍTICA

Ministra Ideli Salvatti recebe líderes do governo nesta quinta

Ministra Ideli Salvatti recebe líderes do governo nesta quinta
29/01/2014 20:00 - AGÊNCIA BRASIL


A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, receberá amanhã (30) os líderes do governo no Congresso Nacional para uma reunião. O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), líder na Câmara, e os senadores Eduardo Braga (PMDB-AM), líder no Senado, e José Pimentel (PT-CE), líder do Congresso, vão se encontrar com a ministra às 10h.

A pauta da reunião será os projetos de interesse do governo que deverão ser priorizados este ano. Por se tratar de ano eleitoral, a tendência é que o Congresso Nacional funcione de maneira mais lenta e entre no chamado recesso branco a partir de julho, quando os parlamentares saem de recesso e só retornam aos trabalhos cotidianos após as eleições, em outubro.

Durante o período de recesso branco, algumas sessões de votação podem ser convocadas pelos presidentes da Câmara e do Senado, mas historicamente elas não ocorrem com a mesma frequência dos períodos não eleitorais. Diante do período reduzido de votações, praticamente restrito ao primeiro semestre, a ministra convocou a reunião com os líderes para definir os projetos mais relevantes para o governo.

Em coletiva à imprensa na última semana, o vice-presidente da Câmara, deputado André Vargas (PT-PR), tinha adiantado que projetos muito polêmicos e que tenham grande impacto sobre o Orçamento não sejam analisados este ano. Segundo Vargas, as tensões eleitorais podem influenciar negativamente votações desse tipo e gerar despesas para chefes do Executivo que sequer terão iniciado seus governos.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.