Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PAUTA POLÍTICA

Ministra Ideli Salvatti recebe líderes do governo nesta quinta

Ministra Ideli Salvatti recebe líderes do governo nesta quinta
29/01/2014 20:00 - AGÊNCIA BRASIL


A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, receberá amanhã (30) os líderes do governo no Congresso Nacional para uma reunião. O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), líder na Câmara, e os senadores Eduardo Braga (PMDB-AM), líder no Senado, e José Pimentel (PT-CE), líder do Congresso, vão se encontrar com a ministra às 10h.

A pauta da reunião será os projetos de interesse do governo que deverão ser priorizados este ano. Por se tratar de ano eleitoral, a tendência é que o Congresso Nacional funcione de maneira mais lenta e entre no chamado recesso branco a partir de julho, quando os parlamentares saem de recesso e só retornam aos trabalhos cotidianos após as eleições, em outubro.

Durante o período de recesso branco, algumas sessões de votação podem ser convocadas pelos presidentes da Câmara e do Senado, mas historicamente elas não ocorrem com a mesma frequência dos períodos não eleitorais. Diante do período reduzido de votações, praticamente restrito ao primeiro semestre, a ministra convocou a reunião com os líderes para definir os projetos mais relevantes para o governo.

Em coletiva à imprensa na última semana, o vice-presidente da Câmara, deputado André Vargas (PT-PR), tinha adiantado que projetos muito polêmicos e que tenham grande impacto sobre o Orçamento não sejam analisados este ano. Segundo Vargas, as tensões eleitorais podem influenciar negativamente votações desse tipo e gerar despesas para chefes do Executivo que sequer terão iniciado seus governos.

Felpuda


Pelo andar da carruagem, aqueles que se acham “proprietários” de certo partido não estão conseguindo encontrar alguém que possa encarar o desafio de ser cabeça de chapa e enfrentar adversários na disputa para prefeito. Até mesmo solução interna está difícil, porque   “lo mismo” mostra-se relutante em colocar a chuteira e participar do jogo. Tudo indica que a paciência do eleitor já se esgotou com a legenda, pelo que já foi demonstrado pelas urnas. E sai de baixo!