Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CIDADES

Moradores temem desemprego

Moradores temem desemprego
25/02/2010 04:29 -


demora na definição das propostas sobre o destino do lixão e também para reciclagem incomoda os catadores, que dependem do local para garantir o sustento das famílias. Eles temem que nem todos sejam beneficiados com as oportunidades na Usina de Processamento de Lixo, que irá desenvolver os trabalhos com reciclagem. Edna Chaves é catadora há mais de dez anos e atua como líder dos trabalhadores. Ela já ouviu inúmeras alternativas para o lixo. “Eles (políticos) vêm aqui especialmente na época de eleições. Estamos acostumados. Esse ano, será mais um de promessas”, queixa- se. E a mesma reclamação se repete com vários entrevistados. Por meio da assessoria de imprensa da prefeitura, o Correio do Estado recebeu a explicação de que o destino dos catadores fará parte de projeto social em conjunto com a empresa Sociedade Técnica de Engenharia e Edificações (Sotef), vencedora do certame para a obra. De acordo com a assessoria, a questão de salários, que, segundo os catadores, pode alcançar a média de até R$ 4 mil, ainda será discutida. Entretanto, a informação repassada foi de que a contratação e regime de trabalho ficarão a cargo da empresa. Ainda não há previsão dos valores que serão pagos.

Felpuda


Na troca de alfinetadas entre partidos que não se entenderam até agora sobre eventual aliança, uma outra peça está surgindo: trata-se do levantamento completo sobre investimentos feitos, recursos liberados, parcerias em todas as áreas, além do prazo de quando tudo isso começou. Caso os palanques venham a ficar distanciados, a divulgação será feita à exaustão durante a campanha eleitoral, para mostrar quem é quem na história. Os bombeiros continuam atuando.