Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CINEMA

Morre cineasta Alain Resnais, diretor de Hiroshima, Meu Amor

Morre cineasta Alain Resnais, diretor de Hiroshima, Meu Amor
02/03/2014 21:00 - AGÊNCIA BRASIL


O cineasta francês Alain Resnais, diretor do clássico dos anos 60 Hiroshima, Meu Amor, morreu ontem (1º) à noite em Paris, anunciou o produtor dos seus últimos filmes, Jean-Louis Livi. Resnais é uma referência na história do cinema francês moderno.

O cineasta, que morreu aos 91 anos, tinha sido homenageado na 64ªedição do Festival de Berlim, onde estreou o seu último filme: Amar, Beber e Cantar. Em 1961, Resnais arrebatou o Leão de Ouro, em Veneza, com O Último Ano em Marienbad.

Ele tem um importante lote de documentários rodados nas décadas de 40 e 50, mas para muitos espectadores o seu nome só viria a ganhar notoriedade a partir de meados dos anos 70, quando assinou uma série de filmes com grandes estrelas do cinema francês. O primeiro deles é Stavisky (1974), com Jean-Paul Belmondo, seguindo-se Providence (1977) e O Meu Tio da América (1980).

*Com informações da Agência Lusa

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...