Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Muitas empresas ainda não se adaptaram às novas regras de call centers

Muitas empresas ainda não se adaptaram às novas regras de call centers
05/12/2008 15:00 -


     

 


        

Uma lei que obriga os serviços de atendimento ao consumidor a serem mais rápidos nas orientações por telefone está em vigor desde segunda-feira (1), mas até esta sexta-feira (5), muitas empresas ainda não se adaptaram à nova regra. O Procon de São Paulo analisou 68 empresas dos setores de telefonia, sistema financeiro, planos de saúde, energia e setor aéreo. De acordo com balanço divulgado hoje, nove empresas ainda não colocaram no primeiro menu eletrônico as opções de cancelamento, reclamação ou contato com um atendente. Em dez, a linha estava ocupada. Treze não criaram atendimento para deficientes auditivos. E, em 17, o atendimento demorou mais do que deveria. Algumas empresas já estão sendo autuadas pelo Procon e a multa pode chegar a R$ 3 milhões.


Com informações do G1
        

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.