Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Mulher acusada de matar o marido se apresenta à polícia

Mulher acusada de matar o marido se apresenta à polícia
03/07/2009 17:15 -


     Alessandra Ramalho D''Ávila Nunes, acusada da morte do marido, o empresário Renato Biasoto Mano Júnior, apresentou-se no início da tarde de hoje à juíza Roberta Barrouin Carvalho de Souza, em exercício no 3º Tribunal do Júri da capital, no Fórum Central do Rio de janeiro. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Alessandra chegou por volta das 12 horas e, acompanhada do advogado Mário de Oliveira Filho, foi notificada da ação penal movida pelo Ministério Público Estadual e foi citada para apresentar sua defesa prévia em dez dias. O passaporte foi entregue e ficará retido.  Após a apresentação espontânea da acusada, a juíza revogou a ordem de prisão preventiva expedida contra a ré e, com a decisão, Alessandra Ramalho responderá ao processo em liberdade. A juíza considerou que não há razões que motivem a ordem de prisãoAlessandra Ramalho D''Ávila Nunes, acusada da morte do marido, o empresário Renato Biasoto Mano Júnior, apresentou-se no início da tarde de hoje à juíza Roberta Barrouin Carvalho de Souza, em exercício no 3º Tribunal do Júri da capital, no Fórum Central do Rio de janeiro. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Alessandra chegou por volta das 12 horas e, acompanhada do advogado Mário de Oliveira Filho, foi notificada da ação penal movida pelo Ministério Público Estadual e foi citada para apresentar sua defesa prévia em dez dias. O passaporte foi entregue e ficará retido.
        
        
        
        

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.