Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Mulher que matou filhas a facadas é condenada a 33 anos de prisão

Mulher que matou filhas a facadas é condenada a 33 anos de prisão
22/09/2009 18:40 -


     

        Uma mãe de 41 anos que matou as duas filhas adolescentes a facadas enquanto elas dormiam, aparentemente para vingar-se do ex-marido, foi condenada nesta terça-feira a 33 anos de prisão por um tribunal britânico.

        Rekha Kulari-Baker, camareira de origem indiana, apunhalou 37 vezes sua filha Davina, 16 anos, e 29 vezes a outra filha, Jasmine, 13 anos, em sua casa de Stretham (sudeste da Inglaterra).

        Com informações do Diário Online

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.