Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL/MUNDO

Náufragos “já viam a morte”

Náufragos “já viam a morte”
21/02/2010 07:50 -


“Achamos que não i ríamos sobreviver”. Foi es se o p e n s a me nto d a s adolesc e ntes Keaton Farwel l, Lauren Unswort h, Ol ivia A ftergood e Katharine Irwin, sobreviventes do naufrágio do navio Concórdia, ao perceberem a embarcação afundando a 550 km da costa do Rio. As jovens, todas de 16 anos, chegaram ao Rio neste sábado (20), resgatadas pela Mari n ha brasi leira, após ficarem mais de 38 horas à deriva. Além das quatro adolescentes, outras 60 pessoas viajavam no navio. Todas sobreviveram. Na manhã de sábado (20), 13 tripulantes da embarcação chegaram ao R io. O restante do grupo chegou à tarde. O navio que afundou pertence a uma instituição de ensino canadense.

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!