Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Nelsinho entrega hoje obra de controle de enchente do Colúmbia e Anache

Nelsinho entrega hoje obra de controle de enchente do Colúmbia e Anache
06/08/2010 08:00 -


     

O prefeito Nelson Trad inaugura hoje, às 9:00 horas, a obra de controle de enchentes e recuperação ambiental do Jardim Colúmbia e Jardim Anache, durante a 2ª visita técnica às obras estruturais de Campo Grande, parte da programação dos 111 anos da Capital. A saída da visita será em frente ao Gabinete da Esplanada, localizada na esquina das avenidas Calógeras e Mato Grosso, no centro da cidade.

Esta obra ficou conhecida como a "cratera do São Julião", por conta da erosão causada pelas águas da chuva que escoava dos bairros. A obra recebe de forma mais eficiente a drenagem dos bairros Vida Nova, Jardim Anache e Jardim Columbia. A obra proporcionou, também, a preservação do fundo de vale do Córrego Brotas, instalação de tubulação de bacias de contenção nos bairros periféricos e central dividindo, assim, a carga da drenagem e resolvendo em definitivo o problema das enchentes.

No local da erosão foi feito aterro e recomposição do solo danificado. Amanhã, técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) realizam plantio de mudas para preservação da área que foi degradada.

        CG Futuro ? Esta realização faz parte do pacote de obras apresentado pela Prefeitura de Campo Grande com investimentos que somam mais de R$ 1 bilhão. As ações vão transformar a cidade com relação à preservação ambiental e mobilidade urbana, levando à melhoria da qualidade de vida e preparando Campo Grande para o futuro.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...