Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Nestlé cresce na baixa renda com venda de porta em porta no país

Nestlé cresce na baixa renda com venda de porta em porta no país
26/03/2009 22:30 -


     

        A Nestlé, líder mundial do setor alimentício, tem ampliado seu foco no mercado de produtos voltados para as classes C, D e E brasileiras. Dos cerca de R$ 13 bilhões faturados pela empresa em 2008, mais de R$ 1 bilhão vieram dos negócios voltados aos consumidores de baixa renda.

        Na comparação com 2007, isso significou um aumento de 15% neste segmento. "Nossa meta era crescer o dobro do Produto Interno Bruto do país (PIB), mas observamos que, com este público, conseguimos mais que duplicar esta meta", afirma Ivan Zurita, presidente da companhia.

        Uma estratégia da empresa suíça para abocanhar os mercados C,D e E é a venda de produtos na porta do cliente. São colocadas revendedoras munidas de um carrinho nas regiões periféricas das cidades, que batem de porta em porta, oferecendo kits Nestlé. Fonte: G1

Felpuda


Sem conseguir controlar a verborragia, figurinha estreante no mundo político-partidário, e que se acha “o último biscoito do pacote”, acabou batendo de frente com titãs da política. Primeiro perdeu os anéis e, agora, os dedos correm sérios riscos. Anda “ameaçando” deixar o lugar onde se encontra, só que por lá vem ouvindo frases como “se é por falta de adeus...”, “os incomodados que se mudem” e “não fará nenhuma falta”.

Como se vê...