Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Número de mortos chega a 18 em Itaoca

Número de mortos chega a 18 em Itaoca
17/01/2014 16:00 - Agência Brasil


O número de mortos em decorrência das chuvas em Itaoca (SP) já chega a 18, segundo balanço da Defesa Civil do estado de São Paulo divulgado às 12h. Apenas uma das vítimas ainda não foi identificada. Até o momento, há três pessoas hospitalizadas e nove desaparecidas. Na Escola Municipal Elias Lages de Magalhães estão abrigadas 21 pessoas. Aproximadamente 83 famílias (332 pessoas) estão desalojadas.

O Fundo Social de Itaoca pede que as pessoas doem café, produtos de higiene pessoal e de limpeza, que estão em falta. As demais doações devem ser feitas apenas na próxima semana, por conta da falta de espaço para estocagem na cidade.

“Precisa ligar aqui para confirmar de onde está vindo [a doação] e a quantidade. Os depósitos encontram-se bem lotados. Mas produtos de higiene, limpeza e café estão em falta”, disse Andrea Fortes, do Fundo Social de Itaoca. O telefone para contato é 15 3557 1143.

A prefeitura divulgou os números das contas bancárias do Fundo Social (Banco Bradesco, agência 2027-3 e conta 1003321-7), e da conta SOS Itaoca (Banco do Brasil, agência: 3637-4 e conta 100000-4) para realização de doações às vítimas.

De acordo com a Defesa Civil ainda operam na cidade 15 equipes do Corpo de Bombeiros que contam com a ajuda de cães farejadores e do helicóptero Águia. A prefeitura está fazendo o levantamento dos prejuízos e das necessidades de recursos para as obras de reparos. Ontem, os governos federal e estadual reconheceram o estado de calamidade pública que permite o repasse de recursos para auxiliar nesses trabalhos.

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...