Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CARNAVAL

Ocupação hoteleira é menor este ano

Ocupação hoteleira é menor este ano
02/03/2014 00:00 - Agência Brasil


A ocupação hoteleira no carnaval carioca era de 74,84% na sexta-feira (28), de acordo com a segunda prévia divulgada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ). Ocupação abaixo, portanto, da que foi registrada no mesmo período do ano passado, quando as reservas atingiam 87,81%. Na avaliação do presidente da entidade, Alfredo Lopes, a queda na ocupação se deve ao aumento da oferta de leitos na cidade.

Segundo Lopes, desde 2010 e até junho próximo, quando será iniciada a Copa do Mundo da Federação Internacional de Futebol (Fifa), a hotelaria do Rio de Janeiro terá ampliado em cerca de 6.800 o número de quartos em operação. “Somente do ano passado pra cá foram quase 4.500 novos quartos operando”, disse Lopes. No interior do estado, a ocupação alcança 88%. Os destinos mais procurados são a região serrana e o sul fluminense.

Os bairros mais procurados pelos turistas, até agora, na cidade do Rio de Janeiro, são Ipanema e Leblon, com 80,97% de ocupação, centro (77,46%) e Copacabana (75,77%). A Abi-RH informou ainda que, do total de turistas que visitam a capital fluminense para o carnaval, em torno de 70% são brasileiros.

Já a Associação de Cama & Café e Albergues do Estado do Rio de Janeiro relatou que a ocupação média geral atinge 88% neste carnaval. Para dormitórios, as reservas somam 95%, enquanto quartos privativos têm ocupação de 80%.

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.