Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Padre é condenado à prisão perpétua em Ruanda

Padre é condenado à prisão perpétua em Ruanda
03/07/2009 11:12 -


     

        O padre católico hutu ruandês Aime Mategeko foi condenado a prisão perpétua depois de ter sido considerado culpado de participação no genocídio contra os tutsis de 1994.

        Mategeko, 45, foi julgado em um tribunal popular "gacaca" de Gihundwe, sudoeste de Ruanda. Ele foi condenado por incitar as matanças dos tutsis que haviam se refugiado na paróquia de Shangi, na antiga capital de Cyangugu.

        Durante o genocídio, Mategeko era padre de Hanika, outra paróquia católica da região.

        Com informações da Folha Online

         

Felpuda


A parceria que até então era cantada em prosa e verso, com direito à divulgação de fotos em momentos de muita alegria, dá sinais de que realmente está se esgotando. O tal parceiro quase não mais aparece nos meios de divulgação, e até criticas, digamos, “meio de leve” vêm sendo feitas. Dizem que está o “maior climão”.Mas pelo sim, pelo não, resta esperar para ver onde é que essa parceria chegará. Sei não...