Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Paraná retoma liderança na produção de grãos no País

Paraná retoma liderança na produção de grãos no País
21/02/2010 07:42 -


Produtores paranaenses de soja já iniciaram a colheita da safra de verão que promete ser uma das maiores, contribuindo para que o Paraná retome a liderança na produção de grãos, perdida no ano passado para Mato Grosso. A previsão é de que sejam colhidas 29,32 milhões de toneladas, superando em 0,6% a safra de Mato Grosso, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O volume produzido no Estado representa 20,5% da projeção de produção nacional de grãos – 143 milhões de toneladas. No entanto, apesar da boa produtividade, nem tudo é motivo de comemoração. Os preços, cotados pelo mercado internacional, estão em queda e são alvo de preocupação. “Desde junho estão em queda livre e, por enquanto, não há o que inverta a tendência”, disse Lucílio Alves, professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e pesquisador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Dados apresentados pelo economista Alexandre Mendonça de Barros, da MB Associados, a produtores reunidos no Show Rural, em Cascavel, no oeste do Paraná, apontam para uma produção mundial de soja de 253 milhões de toneladas, um aumento de 20% ante 2009. Principalmente em razão das previsões de recordes dos três principais produtores – Estados Unidos, com 91 milhões de toneladas, Brasil, com 65 milhões (nova projeção da Conab reajustou para 66,7 milhões), e Argentina, com 53 milhões (no ano passado houve quebra de 31%). Diante de um consumo de 235 milhões de toneladas, resultariam estoques de 60 milhões, visto que outros 43 milhões fazem parte da reserva inicial.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...