Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PF realiza operação para desarticular mais uma quadrilha de traficantes internacionais

PF realiza operação para desarticular mais uma quadrilha de traficantes internacionais
09/12/2009 09:16 -


     

                Policiais federais de Ponta Porã cumpriram, nesta manhã (9), 17 mandados de prisão e seis mandados de buscas e apreensão, expedidos pela Justiça Federal do município, que determinou ainda o bloqueio das contas correntes dos investigados. A ação faz parte da Operação Sede Campestre, desencadeada nesta quarta-feira. O objetivo é desarticular uma quadrilha de traficantes internacionais de drogas, integrada por brasileiros e paraguaios, que agia também em São Paulo, além de Mato Grosso do Sul e Pedro Juan Caballero. A ação da PF se concentra ainda nas cidades de Dourados, Jundiaí, Mirandopólis São José do Rio Preto, Taubaté e Campinas. Durante investigações, a Polícia Federal descobriu que o principal integrante da quadrilha utilizada uma empresa de fachada, em Ponta Porã, para realizar a movimentação financeira da organização. Em outras investigações, o traficante já havia sido preso com 800 quilos de cocaína.

                Em Mato Grosso do Sul, os mandados foram cumpridos em Ponta Porã e Dourados. Em São Paulo, nas cidades de Araçatuba, Campinas, Jundiaí, São José dos Campos e São José do Rio Preto. As investigações começaram há sete meses. Nesse período, 14 pessoas foram presas, seis veículos apreendidos, assim como entorpecente. A PF descobriu o envolvimento de integrantes do PCC no pagamento da droga a fornecedores da fronteira de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

                 

                 

                 

                 

                 

Felpuda


Casal de políticos muito conhecido a-do-ra cargos públicos, e, assim, “um puxa o outro” na maratona política, que inclui disputa de mandatos, direção de órgãos e até mesmo nomeações com prerrogativa de não ter de bater ponto. A nova empreitada agora é conquistar uma das prefeituras do interior. Em caso de derrota, é quase certo que os nomes de ambos deverão aparecer no Diário Oficial antes mesmo do fim deste ano.