Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ROUBO E FURTO

Polícia recupera sete veículos em Mato Grosso do Sul

Polícia recupera sete veículos em Mato Grosso do Sul
13/07/2012 16:00 - TARYNE ZOTTINO


Somente nesta sexta-feira (13), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu sete veículos com ocorrência de roubo e furto em Mato Grosso do Sul. De manhã, a PRF recuperou um Siena de Brasília e um Pálio Weekend com placas de Curitiba (PR) na rodovia BR-262, próximo ao autódromo de Campo Grande. Os veículos possuíam ocorrência de furto no dia 20 de junho, em Brasília. O primeiro a ser abordado pela PRF foi o Siena, que estava com CRLV falso e chassi remarcado. Os ocupantes eram mecânicos de motos, sendo que o condutor tem 24 anos e o passageiro, 18. 

Ao avistar a abordagem, o motorista do Pálio desobedeceu a ordem de parada. Ele foi perseguido pela polícia e alcançado depois de 8km. Foi constatado que o CRLV do veículo Pálio havia sido furtado na Circunscrição Regional de Trânsito do Tocantis (CIRETAN) e, após checagem, constou que o mesmo também estava adulterado. O condutor era um homem de 20 anos, montador industrial e o passageiro, um estudante de 16 anos. Os presos informaram que os veículos seriam levados para Ponta Porã. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos (Defurv) na Capital. 

Também foi recuperado hoje um CRV, em Camapuã, no início da tarde. Neste momento, está em andamento uma ocorrência na região rural de Terenos, e policiais da 1ª Delegacia da PRF e a Comunicação Social da PRF deslocam-se agora para a ocorrência de três caminhonetes furtadas. 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!