Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Preço do álcool cai 1,2% na Capital

Preço do álcool cai 1,2% na Capital
16/03/2010 08:00 -


O valor do álcool combust ível (eta nol) recuou 1,2% entre quinta-feira (11) e sábado (13), em Campo Grande, aponta pesquisa divulgada ontem pela Superintendência de Defesa do Consumidor (Procon/MS). O órgão acredita que os postos diminuam os preços no fim de semana, quando o movimento é menos intenso. O preço da gasolina comum variou -0,10% e o da aditivada +0,12; o diesel não apresentou diferença. O levantamento, feito em 20 postos de combustível de Campo Grande, comprova que, mesmo com a retração nos preços do biocombustível verificado nos últimos dias, ainda é vantajoso abastecer com gasolina. O valor médio do combustível derivado do petróleo é de R$ 2,50, enquanto o que tem como matéria-prima a cana-de-açúcar custa R$ 1,87. Como o litro do álcool ultrapassa 75% do preço da gasolina, o melhor negócio é optar pela última. Quando a diferença cair para 70%, o biocombustível voltará a ter a preferência dos donos de carros flex. Cartel Segundo a supertintendência do Procon, a pesquisa evidencia a inexistência de cartel na Capital, ou seja, os postos não se associaram para elevar preços dos produtos, o que deixaria o consumidor sem poder de escolha. Em comparação com julho do ano passado, o álcool sofreu aumento de 14% nas bombas, ao passo que o litro da gasolina comum ficou 5,6% mais barato, e o da aditivada caiu 21,8% nesses nove meses. (CHB)

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.