Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Prestação de contas foi aprovada, diz deputado

Prestação de contas foi aprovada, diz deputado
12/03/2010 07:40 -


O deputado estadual Antôn io Carlos A rroyo (PR) afirmou ontem que a prestação de contas referente sua campanha referente às eleições de 2006 foram devidamente aprovadas pela Justiça Eleitoral. Sobre os R$ 2,8 mil que teriam sido doados pela empresa Edição Extra Ltda., de Silvio Martins Martinez dos Santos, explicou que essa contribuição teria sido negociada com a coordenação de campanha através de prestação de serviços. “A coordenação da campanha majoritária me apresentou o recibo referente a essa empresa como doação. Nem ele (Martinez) sabe o que é. Pelo que sei foi feita através de prestação de serviços”, respondeu Arroyo, por telefone, explicando que estava ontem em Rio Verde, acompanhado visita do governador André Puccinelli (PMDB) à cidade. “Estou sabendo agora, por você, sobre essa história de representação. Vou passar para meus advogados verificarem o que é isso. Não recebi qualquer comunicação do TRE nem de ninguém. Se ele entrou com representação, vou esperar ser notificado”, disse o parlamentar. Arroyo confirmou ter sido procurado por Silvio Martinez. “Ele disse que não tinha condições de pagar a multa. Eu disse a ele que tinha de ver esse assunto diretamente com quem negociou isso. Recebi do comitê eleitoral o recibo. Minhas contas foram todas aprovadas. Não há nada irregular”, respondeu o deputado. “O problema dele é com a Receita Federal, porque parece que a firma estava inativa. Três anos e meio depois das eleições, ele vem reclamar. O TRE vai julgar a representação dele, não tenho o que dizer sobre isso. O que sei é que minhas contas estão todas legais e aprovadas”, reforçou o parlamentar. (ME)

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!