Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ENSINO

Programa de Mestrado em Comunicação da UFMS é aprovado

Programa de Mestrado em Comunicação da UFMS é aprovado
02/03/2011 10:53 - DA REDAÇÃO


O Comitê Técnico Científico (CTC) de Ciências Sociais Aplicadas 3 da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), órgão do Ministério da Educação (MEC) aprovou na segunda-feira a proposta do Programa de Mestrado em Comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

A proposta de Mestrado em Comunicação tem como área de concentração Mídia e Representação Social, integrado por duas linhas de pesquisa, uma em Linguagem, Processos e Produtos Midiáticos e a outra em Mídia, Identidade e Regionalidade, com a participação dos professores doutores Mario Ramires, Mario Luiz Fernandes, Daniela Ota, Ruth Vianna, Greicy França, Marcia Gomes, Gerson Luiz Martins, Marcelo Cancio, além dos professores Alvaro Banducci, Dercir Oliveira e Sonia Virginia Moreira.

Segundo o representante da área de Comunicação da Capes, professor Dr. Marcius Freire, a proposta foi apresentada em junho de 2010 e, por não obter parecer totalmente favorável, foi colocada em diligência, realizada nos dias 10 e 11 de fevereiro último, por uma comissão.

Segundo o coordenador do Programa de Mestrado em Comunicação da UFMS, professor Dr. Mario Luiz Fernandes, com a proposta aprovada iniciam os trabalhos de complementação e aquisição de bibliografia, organização dos espaços físicos onde funcionará a secretaria e coordenação do Mestrado, além do calendário para abertura da seleção dos candidatos.

 

Com informações do site Jornalismo UFMS

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!