Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Proposta do governador não empolga Murilo Zauith

Proposta do governador não empolga Murilo Zauith
02/02/2010 23:16 - ADILSON TRINDADE E MARIA MATHEUS


O vice-governador Murilo Zauith (DEM) não ficou nem um pouco empolgado com a hipótese de assumir o Governo se André Puccinelli (PMDB) pedir licença para fazer campanha eleitoral à reeleição. O projeto de Murilo é concorrer a uma vaga de senador, não ocupar o cargo de governador por dois ou três meses e depois ficar sem mandato. “A proposta de André é vaga”, comentou Murilo. Para o vice-governador, “essa proposta tem que se desenvolver, porque sou candidato a senador pelo BDR (Bloco Democrático Reformista)”. E não estava na agenda política a indicação de Murilo para assumir o Governo do Estado. “O governador tem que chamar o BDR para conversar”, disse Murilo. A preocupação do bloco liderado pelo PSDB é perder a vaga de senador com Murilo no Governo, porque ele é o nome escolhido para concorrer a eleição. “O BDR está trabalhando com o que o próprio governador disse: uma vaga é dos aliados”, ressaltou Murilo. A senadora Marisa Serrano (PSDB) disse que só o Murilo poderá decidir se vai aceitar a proposta de assumir o Governo para André se dedicar exclusivamente à campanha eleitoral. “O que eu sei é que o Murilo é o nosso candidato ao Senado. Ele está animadíssimo e trabalhando muito nesse sentido”, afirmou. Por isto, o bloco não discutiu a indicação de outro nome no caso de Murilo desistir de disputar o Senado. “Isso não entrou nas nossas cogitações”, comentou Marisa. “A notícia que eu tenho é que o Murilo não desistiria, mas não conversei com ele”, ressaltou. O presidente regional do PPS, Athayde Nery, disse que o bloco colocaria outro nome para concorrer ao Senado se Murilo assumir o cargo de governador. “Acho muito difícil acontecer do Murilo assumir o Governo. O André vai continuar tocando a máquina. Ele não vai abrir mão disso,” afirmou.

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!