Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Puccinelli anuncia "fim de carreira" política em 2014

Puccinelli anuncia "fim de carreira" política em 2014
26/03/2010 05:48 -


O governador André Puccinelli (PMDB) anunciou o encerramento de sua carreira política em 2014. Ele alegou a importância de largar os embates eleitorais para se dedicar à família. Puccinelli afirmou que, daqui quatro anos, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), será candidato ao Governo do Estado e a prefeita de Três Lagoas e sua futura vice, Simone Tebet (PMDB), concorrerá ao Senado. Em entrevista ao Correio do Estado na noite de quartafeira, em Três Lagoas, o governador foi incisivo ao anunciar sua aposentadoria política. “Não serei candidato a nada em 2014. Depois de concluir meu segundo mandato (de governador), se Deus assim permitir, vou encerrar minha carreira política e posso garantir que irei trabalhar para eleger Nelsinho Trad governador e Simone Tebet senadora”, afirmou. Durante o lançamento oficial de Simone para a vice-governadoria, André prometeu ajudar a prefeita e Nelsinho a alçarem voos mais altos na política em Mato Grosso do Sul. “No que depender de mim, o futuro deles está traçado. Só vai depender deles agora”, disse Puccinelli. Ele revelou o desejo de Simone seguir os passos do pai (senador Ramez Tebet). Por isto, em 2014, o governador prometeu apoiá-la para o Senado. Segundo André, a prefeita “chegou a dizer que gostaria muito de terminar a missão do pai, interrompida em 2006”. Ramez Tebet morreu vítima de câncer, faltando quatro anos para terminar o mandato. Puccinelli também lembrou da resistência do PMDB, em 2004, de escolher a então deputada estadual Simone Tebet para disputar a prefeitura. “Mas fui voto vencido e graças a Deus o destino estava certo, porque ela fez uma revolução em Três Lagoas e vai fazer muito mais por Mato Grosso do Sul”, concluiu. Em discurso de pré-candidata, Simone disse que Três Lagoas não precisa mais dela como prefeita. “Eu é que preciso de vocês”, declarou. União Nelsinho Trad, também presente à festa de quarta-feira em Três Lagoas, disse que “está pronto para cumprir a missão”, seja como o próximo candidato ao governo depois de André, seja como candidato a senador. “Minha presença aqui é mais uma prova de que não há nenhum tipo de conflito entre eu e Simone e que vamos trabalhar juntos para esta e para as próximas eleições”, declarou. Nove prefeitos da região do Bolsão participaram da cerimônia e apoiaram a indicação da prefeita para a chapa de André. Dois deles, Eledir Barcelos, de Santa Rita do Pardo e José Carlos Lemos, de Bataguassu, são petistas.

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido