Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

Quer comer menos e ficar satisfeito? Divida os alimentos

Quer comer menos e ficar satisfeito? Divida os alimentos
12/07/2012 00:00 - band


Você não consegue se controlar na hora de comer uma barra de chocolate e só para quando o doce acabou? A solução para o seu problema pode ser simples: parta a guloseima em pedaços.

Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, uma pesquisa da Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, concluiu que as pessoas comem menos quando dividem os alimentos.

Durante o estudo foram analisados 300 voluntários, separados em dois grupos. Um deles recebeu um pão inteiro, enquanto ao outro foram dados quatro pedaços com a mesma porção. Após vinte minutos, foi oferecida aos participantes outra refeição. Ao final, aqueles que ganharam o pão dividido comeram menos.

O mecanismo que ativa o sinal de saciedade não está totalmente claro para os pesquisadores, mas uma explicação para o fato pode ser a de que o cérebro é “enganado” quando alguém come algo que foi dividido em várias partes . Assim, o órgão faria o corpo entender que uma quantidade maior do alimento foi consumida em pedaços do que se a mesma quantidade comida fosse oferecida em uma porção única.

Outro possível motivo para o resultado é que, ao consumirem alimentos cortados, as pessoas comem mais devagar, dando tempo para que o corpo entenda que está satisteito.

“Cortar alimentos muito calóricos em pedaços menores pode ser benéfico para pessoas que estão de dieta e que querem deixar suas refeições mais satisfatórias, ao mesmo tempo que mantêm o controle sobre a porção de comida”, explicou Devina Waheram, que conduziu o estudo da Universidade Estadual do Arizona. 

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?