Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LIBERTADORES

R10 erra pênalti, e Atlético-MG empata com Nacional

R10 erra pênalti, e Atlético-MG empata com Nacional
19/03/2014 20:46 - terra


Em noite que teve pênalti perdido e outro convertido por Ronaldinho, o Atlético-MG não saiu vitorioso da Arena Independência. Nesta quarta-feira, a equipe alvinegra saiu na frente com gol do craque após erro poucos minutos antes, mas cedeu empate ao Nacional-PAR e ficou no 1 a 1 sob os olhares dos torcedores – o clube de Belo Horizonte, contudo, continua bem na classificação do Grupo 4 a duas rodadas do fim da fase.

Apesar de ter empatado na noite desta quarta-feira, o Atlético-MG segue invicto e líder do Grupo 4 da Libertadores: são duas vitórias e dois empates em quatro jogos, que deixam a equipe mineira com oito pontos, três a mais que o vice-líder – exatamente o Nacional-PAR – e com uma gordura de quatro pontos para o terceiro colocado Independiente Santa Fé-COL.

Na penúltima rodada da fase de grupos, o time de Belo Horizonte visita o Santa Fé na Colômbia no dia 3 de abril, às 23h (de Brasília). Já o Nacional encara um duelo fora de casa no dia 1º de abril: visita o lanterna Zamora na Venezuela às 20h30.

Em casa, o Atlético-MG começou a todo vapor com o apoio da torcida no Independência. Logo aos 11min, Tardelli foi derrubado por Mendoza na área e o árbitro Omar Ponce anotou penalidade máxima para os donos da casa. O craque Ronaldinho foi para a cobrança, mas o goleiro Ignacio foi bem e espalmou o tiro do meio-campista em seu canto direito.

Os mandantes, contudo, ganharam uma chance para redimirem o erro. Aos 18min, Ronaldinho cobrou falta e Melgarejo desviou com a mão na grande área: novo pênalti para os atleticanos. Novamente o ídolo dos torcedores no Independência foi para a cobrança e contou com a sorte: a bola passou por baixo do goleiro Ignacio, que de novo acertou o canto e quase evitou o gol do time alvinegro.

À frente no placar, o Atlético-MG passou a ver o Nacional-PAR crescer na partida com pontados no ataque. O gol da igualdade não demorou e veio ainda no primeiro tempo: aos 37min, Riveros cobrou falta com perfeição e deixou tudo igual em Belo Horizonte antes do intervalo.

Os últimos 45 minutos tiveram o Atlético-MG solto em busca da vitória, enquanto os paraguaios se defendiam como podiam e assustavam em contra-ataques. Na base do tudo ou nada, o time alvinegro partiu para cima nos minutos finais, mas esbarrou em erros de finalização e passes na criação de jogadas para sair vaiado pela torcida mineira.

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo....